Provença francesa 3

No dia 02/09 ficamos em casa. No dia 03/09 voltamos pra estrada. Fomos à Aix en Provence e em seguida as vilas de serra: Ansouis, La Motte, Cucuron, Vaugines e Lourmarin.
dsc09793 dsc09794
dsc09872
dsc09851 dsc09862

No dia seguinte (03/09) juntamos nossas coisas e colocamos o pé na estrada para mudar de casa. Tínhamos alugado uma outra casa, mais ao norte, para passarmos a segunda semana das nossas férias. No caminho subimos ao Mont Ventoux(1912 m). Por incrível que pareça a Dona Toninha teve mais medo de subir lá de carro do que quando esteve no Jungfraujoch (mais ou menos 3500m). Quase não se afastou do carro. E insistiu para que fossemos embora o mais depressa possível. Mas como sempre gostou de ter ido lá. Depois que descemos, claro.

dsc09956 dsc09967
Gostamos demais da segunda casa que alugamos, mais ao norte, próximo mais ou menos 5Km de Grigan. Ela ficava em uma fazenda de lavanda e abricó. Bem mais afastada que a outra. Só ficamos com pena de termos lá na região chegado depois da colheita da lavândula. A casa tinha um piano e um cachorro. Assim tivemos um cachorro de férias. Um dia vou escrever mais sobre ele, o nosso Belau.
dsc00028

No dia seguinte (05/09), estava bem quente e passamos o dia em casa. No final da tarde (5hs), depois do nosso almoço/jantar, eu, Reiner e Belau fomos até Grigan caminhado, por uma trilha que descobrimos (com setas) atrás da casa. E fomos bem confiados, porque Belau parecia bem à vontade com o caminho. Pensamos que ele nos levaria de volta para casa, caso nos perdêssemos. E de fato, erramos o caminho no retorno e tivemos de voltar e procurar pela trilha certa. Mas já estávamos perto da casa e a vimos ao longe, o que nos ajudou a encontrar o rumo mais rápido. Mas Dona Toninha já estava bem preocupada quando chegamos às 20:30hs.

Na terça-feira (06/09) só saímos à tarde para conhecer Orange.
No dia seguinte (07/09) fomos para o que, aos olhos da Dona Toninha, era uma grande loucura. E o que era pior, tínhamos de deixa-la sozinha para ir à nossa aventura: descer o rio Ardèche (http://www.inforoutes-ardeche.fr/portail_images/tourisme/Cartesud.gif) de canoa. O rio desce entre cânions em um nacional. Começamos dando um passeio pela cidade de Vallon-Pont-d’Arc. Depois procuramos uma empresa que alugava canoas. O nosso grande problema onde deixar a mamãe para que ela se sentisse um pouco menos insegura. Confesso que eu estava dividida. Afligia-me muito deixar mamãe sozinha, sabendo que o grande temor dela era: se nos acontece alguma coisa conosco, o que ela faz num país em que ela não fala nem entende uma palavra? Por outro lado, como deixar Reiner ir sozinho? O passeio não teria graça. E como ele disse: ?Nem sei se volto aqui um dia! E se voltar, daqui alguns anos, sabe-se lá se poderei descer o rio de canoa?? E as condições eram ideais: Verão, quando o rio tem pouca água e nos permitiria um primeiro contato com o esporte com certa segurança. Além disso íamos descer só 8km, o menos percurso disponível que podíamos fazer até em uma 1:5hs se não parássemos em lugar nenhum. Não tinha jeito eu tinha de ir com ele. Lá onde alugamos o barco, nos informarão que podíamos deixar mamãe em uma prainha perto da Pont d?arc, o lugar mais bonito do percurso por ser perto de uma ponte de pedras natural, e onde poderia fazer uma pausa durante o percurso para ficar com ela um pouco. E assim resolvemos fazer. Fomos deixar a mamãe na prainha. E quem disse que não somos sortudos/abençoados por Deus? Lá encontramos Helena, a única pessoa que falava português que encontrar durante toda a viagem na França. Helena, portuguesa, estava lá com Gil, seu marido francês e Otília a filhinha deles. Eles iam passar a tarde na prainha. E prontamente se dispôs a fazer companhia para mamãe. Fomos embora tranqüilos. Fizemos o percurso, paramos no prainha para ficarmos com mamãe um pouco e ela até deu uma voltinha de canoa com Reiner. Claro que ela dizia o tempo todo que não queria, que não ia, mas entrou na canoa por conta própria. E deu tudo certo!

dsc00015
dsc00009
Algumas fotos feitas depois, dos miradouros na estrada à beira do rio.
dsc00087c

dsc00066

Na quarta-feira (08/09) só saímos para procurar um internet-café em uma cidade próxima ? em vão. E à noite veio o nosso susto. Acordei para ir ao banheiro às 1:30hs da madrugada e mamãe me chama. Ela tremia toda de dor: ao subir a escada tinha sentido um estalo no joelho (já estava notando alguma novidade nele desde sábado) e mal conseguido chegar sozinha até a cama. Eu achei que ela tinha quebrado a perna, já que ela tem osteoporose. Acabamos resolvendo leva-la para o pronto socorro. Mas onde? Optamos por Montelimar, a maior cidade que tinha nas proximidades. E tivemos de novo sorte. Havia placas para o centro hospitalar em todos os cantos. Fomos direto pra lá, ela foi atendida e medicada imediatamente. O primeiro alívio: a médica que a atendeu achava que ela não tinha quebrado a perna. Mas as outras possibilidades também não eram tão melhor assim. No final, só às 11hs do dia seguinte recebemos o diagnóstico: uma distensão no tendão do joelho. Coisa que podíamos tratar em casa. Contando assim rapidinho não dá pra dar dimensão do horror que foi, todos os quadros dramáticos que passaram na minha cabeça. Um pesadelo. Mas no final eu estava tão feliz, tão aliviada de ser uma coisa relativamente simples, que tudo o resto não tinha importância nenhuma.

Ainda ficamos um dia lá, descansando. No sábado tomamos o rumo de casa, passando pela Elsácia. Não é que Dona Toninha já quis dar suas voltinhas e ver algumas cidades do caminho?

PS: Comentários fechados em: 29 de junho de 2006 para evitar Spams. Quer fazer um comentário? Escreva-me um e-mail.

Obrigada.

por RosangelaE em Impressões de viagem.

Comentários

angela 18.09.2004 – 17:15

Nossa D.Antonia que filha e genro maravilhosos que a Sra.. tem,quanto carinho…adorei as fotos,as paisagens sao de se fazer sonhar….
Mas que susto hein? ainda bem que nao foi nada sério,mas imagino o quanto a Rosangela ficou preocupada,espero que agora esteja tudo bem….e novas aventuras virao.
Beijos para a familia
Angela

angela 28.09.2004 – 08:14

Hei! Cadê vcs meninas? Esta tudo bem?
Estou com saudades….
Anúncios