Desnovelando…

Qual a melhor maneira de puxar a ponta de um novelo? Pela ponta externa ou pela ponta interna? Quem já fez algum trabalho manual com novelos ? tricô ou crochê, sabe:

* Quando se puxa a ponta interna da linha, ela nunca ou muito raramente se enrosca.

* Quando se começa puxando a ponta externa da linha, a maçaroca se instalará, mais cedo ou mais tarde. Com certeza.

Então é um horror. Minutos, horas perdidas tentando continuar puxando a linha, que se enrosca, dá nó, maçaroca mesmo. Não tem outra palavra. Às vezes não tem jeito, tem-se que cortar a linha e desembaraçar tudo para conseguir continuar com o trabalho. E o trabalho fica cheio de nós.

É claro, sabendo-se disto, procura-se sempre começar o trabalho com a ponta interna do novelo. Acontece que às vezes ela se esconde, não há meio de se achar. Então, acaba-se começando o trabalho com a ponta externa, que sempre está ali bem visível, à disposição. E tenta-se fazer de tudo para evitar que a linha se enrosque. O que dificilmente se consegue.

Mais complicado ainda pode ser, quando se tenta trabalhar com as duas pontas do novelo. A ponta interna e a ponta externa. Ao mesmo tempo.

Só pode complicar.

Ou melhorar.

Mas, fica pra amanhã. Hoje recebo visitas para o chá. Vou lá fazer um bolo de nozes.

por RosangelaE em Desnovelando. 4 Kommentare | TrackBack (0)

Comentários

Manoel Carlos 12.11.2004 – 12:14

Quero ver a continuação, será que precisará de um nó?

Claudia 13.11.2004 – 03:45

Pois eu sempre procuro a ponta interna. Quando não acho, começo da externa fazendo uma bola de lã, porque sei que irá virar maçaroca depois se eu não investir um tempinho fazendo a bola.
Uma vez, tentei tricotar duas mangas e, cabeça de jiló, pensei que poderia usar uma ponta para cada uma. Claro que fiquei sem novelo e sem mangas. Um nó só.

Na vida, acho que é assim que se tece qualquer peça: sempre pelo fio de dentro, pela ponta interna. Em trabalhos manuais, como na vida, tudo que começa de dentro, tem mais possibilidades de terminar bem também. :)

Amei esse post!
beijo grande, Rosangela


Claudia 13.11.2004 – 03:46

Pra não embolar as linhas, teço outro comentário: por favor, o bolo de nozes tem receita?? Fiquei com água na boca! :))
mais beijo,

rosangela 14.11.2004 – 12:34

Sim Manoel, você pescou bem a intenção: a seqüência virá. Mas não espere nada de espetacular. Só algumas lembranças misturadas.

Cláudia, você já tricotou e me entende. Eu também já fiz toda sorte de experimentos com as linhas. Elas me fascinam. Assim como as palavras que se acrescenta uma a uma para formar os textos, acrescentam-se os pontos, um a um, para formar-se uma malha, que vira uma blusa, um cachecol, um trabalho pronto. E também uma bela metáfora para a vida, como você menciona. Fazer bolo também pode ser uma metáfora. Depois eu deixo a receita do bolo de nozes. Abraço, rosangela

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s