Fazendo bolo

Bolo de Nozes

Eu não sou de fazer bolo. Que não goste? Gosto. Gosto muito. Entretanto, embora não possa dizer que minhas experiências na cozinha sejam recentes, acho que também não posso dizer que tenham sido muito freqüentes no passado. No Brasil, quero dizer. Encurtando o assunto e me resumindo a falar de fazer de bolo. Eu fazia bolos e outras sobremesas muito raramente no Brasil. Entre os meus bolos preferidos constava (ainda consta) um bolo de milho, bem fácil de fazer: basta misturar tudo no liquidificador e pronto. E eu adoro. Fiz só uma vez aqui e dá pra perceber que não caiu muito no gosto do alemão. O Reiner nem provou. E quem provou, achou doce demais. Mas, como fiz quando mamãe estava aqui, nós duas comemos tudo.O Reiner não é de comer bolo. Ele gosta de uma torta ? tipo Pizza, de ameixa, na época da colheita de ameixa. E pronto. Então, até o começo do ano, eu não tinha nem forma de bolo. Pra que? Para comer tudo sozinha? Isto não faz muito bem pra figura, há que se concordar. Mas, lá pelo mês de maio, sei lá direito quando, cismei que queria fazer bolo. E fui lá comprar uma forma. Aproveitei e comprei uma de silicone, fácil para guardar, porque economiza espaço. Dobrável, inquebrável, cabe em qualquer cantinho. Comprei a forma e como gostei muito dela, logo em seguida fui lá e comprei mais um conjunto de três formas com diferentes formatos. Se eu fiz o bolo? Fiz. E comi sozinha. E guardei as formas. Só usei de novo quando mamãe estava aqui.Aí veio a colheita de nozes. E quase a necessidade de fazer bolo. Que o Reiner quase não coma bolo, paciência. Comer por comer, eu já estava comendo as nozes mesmo, sem parar. Um dia, enquanto assistíamos televisão, busquei o livro e comecei a procurar por uma receita. O Reiner do lado. Fiz um ou outro comentário. E anunciei que no dia seguinte faria bolo de nozes. Fiz. Como eu gosto. Bem simples, sem cobertura, embora na receita constasse uma. Se vou comer sozinha, faço bem simples. Foi o que pensei. Aliás, acho que nem registrei direito que na receita tinha cobertura. O Reiner chegou em casa, olhou o bolo e perguntou:– Cadê o chocolate?
— Que chocolate?
— O que tinha na receita.
— Por que, com chocolate você gosta?
— Gosto!Ele provou do bolo e até gostou.Na semana seguinte fiz bolo de novo. Fui olhar a receita. Como disse nem havia registrado que a receita tinha chocolate. Li de novo as duas receitas. Na segunda constava a adição de pedacinhos de chocolate na massa do bolo. A receita era diferente, mas resolvi acrescentar o chocolate na receita que já havia feito ? e gostado. Comprei uma boa barra de chocolate amargo ?70% de cacau, e acrescentei na massa do bolo.
O Reiner chegou em casa e olhou o bolo:

— Cadê o chocolate?
— Dentro do bolo, uai!
–Como assim, dentro do bolo?
–Dentro do bolo (enfatizando a palavra dentro). Comprei um chocolate amargo, parti em pedacinhos pequenininhos e acrescentei na massa. Aqui, ô!
— Eu tinha pensado em chocolate do lado de fora.
— Ah…

Ele tinha lido a receita com rabo de olho no dia que eu estava procurando por ela ? ao lado dele, e tinha visto que a receita falava em cobertura de chocolate. Assim, da terceira e quarta vez, cobri o bolo com uma cobertura de chocolate amargo, derretido. Se ele come? Não só come, como também quer levar para o escritório. E agora, o que ele pergunta?

— Você não fez bolo?
Acabo prometendo fazer bolo de novo.

Bom pelo menos eu não como mais nem as nozes, nem os bolos de nozes, sozinha. Aliás as minhas amigas alemãs também aprovaram a receita.

A receita do bolo você encontra aqui.

por RosangelaE em Do antigo Iliquido 7 Kommentare

Comentários

Alice 18.11.2004 – 18:54

Rosângela, vc me faz lembrar a Adélia Prado. Muito amor, com bolo e flor… Seu blog é poético. Obrigada.

Ale 18.11.2004 – 22:42

Se tem uma coisa que eu nao sei fazer eh bolo, quer dizer eu ate sei, mas todas as vezes cresce fica bonito e abaixa… Ja tentei de tudo, mas o melhor mesmo foi parar de tentar!!!
Meu bolo preferido eh Bolo de cenoura!BJ

Manoel Carlos 19.11.2004 – 00:55

Milho para eles é pasto, como se permitiriam gostar de bolo de milho?
Há um, excelente, que usa milho em conserva, quer a receita?
Sei que isto é uma ofensa a uma mineira, pois os bolos de milho de Minas são maravilhosos, mas este, a que me refiro, é gostoso e não parece o tradicional, do qual não gostaram por aí.

rosangela 19.11.2004 – 13:39

Alice, obrigada. Que mais posso dizer? :}Ale, obrigada mesmo pelo convite para o gmail. Eu também gosto de bolo de cenoura. Acho que devias continuar tentando…Manoel, o problema é que a receita de bolo de milho que tenho é bem doce. E eu não me ofendo não… Claro que quero a receita. Quem sabe consegue agradar…

Mario 21.11.2004 – 01:45

Oi Rosangela, lembrou bem do bolo de milho? Lembra como era fazê-lo com o copo do liquidificador quebrado? Bons tempos.
um abraço

rosangela 22.11.2004 – 10:18

Querido Mario, que delícia relembrar como fizemos bolo de milho juntos com o liquidificador quebrado. Usamos seis mãos para fazer aquele bolo, não foi? Fiquei horas dando risada ontem à noite depois de ler seu comentário. Obrigada! Um grande beijo na bochecha!

Adriana 22.11.2004 – 12:00

Ai que vontade do bolo de nozes da minha mãe! Aqui eu tenho o mesmo problema: se fizer, como sozinha. Então não faço, pois sei que vou mesmo comê-lo de cabo-a-rabo. Estou indo pro Brasil em 10 dias, vai ter muito bolo de nozes e panetone. Ai, os pneus na barriga… Um abraço, Adriana
Anúncios

2 thoughts on “Fazendo bolo

  1. Pingback: Bolo de Nozes « ilíquido

  2. Pingback: O que fazer com tantas nozes? « ilíquido

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s