Siesta

Aqui eu mostro pra vocês o meu óculos de sol de grau – antigo, ontem peguei um novo. Mostro também o meu marido tirando uma soneca, siesta, em Artá, na entrada do museu de pedras antigas com história, que percorremos em exatos dez minutos. Sempre vamos olhar pedras antigas e sempre nos pergurtamos a utilidade disto. Sem ser especialistas estas pedras antigas nos dizem muito pouco. Sentar à sombra e tirar uma soneca fica mais convidativo. Eu não consigo tirar sonecas. Tiro fotos. Sem esquecer de incluir a minha mochila de carregar pedras, que me acompanha há uma eternidade já, que já nos acompanhou por muitas aventuras. Sempre tento comprar outra mas nunca encontro uma mais prática, mas leve. Ela fica.

E ficam as impressões. E fica a sensação de que tudo passa. Eu passo. As pedras ficam. Com ou sem sentido.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s