De canoa.

No último dia da nossa estadia na terra dos mil lagos nós fomos andar de canoa. Eu já tinha andado de canoa antes, mas ao ver aquela imensidão de água, estar tão próxima dela, tão mansa, suave ao toque mas com uma cor densa e emperescrutável, tive uma sensação estranha e inquietante… Irracional mesmo, já que eu sei nadar e ainda estava usando um colete salva-vidas…

Depois que entramos no canal a sensação passou e eu comecei a apreciar o passeio, a possibilidade de estar tão perto da água, o barulho do remo na água e as plantas e animais.

Consegui relaxar e o Reiner até descansou um pouco do remo

E aos poucos começamos a interagir com os outros remadores do canal. Uma moça passou cantando para os companheiros de canoa. Ela estava de pé na canoa e cantava super desafinado e remava vigorosamente… Tive vontade de rir de mim, fazendo só os movimentos básicos dentro da canoa com receio de que ela virasse. Conversamos com um rapaz que estava há 24 dias andando de canoas entre os lagos. Sozinho, dormindo em algum lugar na natureza, longe dos campings, longe das gentes. “Pensando muito?”, perguntei. “Não, não. Não pensando em nada!” É possível não pensar em nada? Ele se cansou logo de conversar conosco.

O Reiner ganhou uma cerveja de um grupo de rapazes que estavam com duas canoas ligadas uma à outra, quase não remando, ou uma remada de quando em quando, curtindo ressaca de uma festa na noite anterior… Nós paramos para tomar a cerveja e depois remamos vigorosamente para devolver o casco…

Passamos quatro horas na canoa, com uma única pausa em um restaurante na beira de um lago para comer alguma coisa. E eu fiquei com vontade de mais…

Até para andar de canoa tem um mapa.

Anúncios

4 thoughts on “De canoa.

  1. Sou péssima em geografia mas conheci o meu marido numa viagem com amigos comuns pela Alemanha! E uma parte da viagem foi assim de canoa nos lagos em um lugar que acho que chamava Demin em Magdebourg que acho que é no nordeste da Alemanha. Super legal! mil lagos e canais… dormimos em barracas e comemos churrasco.
    Nem preciso contar quantas boas lembranças… a gente num cantinho meio tímidos porque os alemaes tinham resolvido nadar em fkk! (aqui na frança o povo é mais reservado…)

  2. Adorei essa crônica dos navegantes!
    E que passeio lindo! Lembrei do que fiz no rio Negro.
    Lá não tem mil lagos, mas tem uns 400 arquipélagos,
    segundo diz a lenda… :)
    O que não tem lá é mapa, então…
    Por sorte tinha guia, e aí não nos perdemos de todo.
    Beijos

    ps. pra não perder o costume de minhas perguntas cretinas, pra que serve esse pote branco de tampa vermelha? rsrsrs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s